A Psicologia Transpesoal e as chaves do Segredo

O documentário “Quem Somos Nós” que está circulando por todo o Brasil, colocou-nos diante das descobertas feitas pela neurociência de como se transmitem pelo nosso corpo impulsos originados pelo pensamento e pelas emoções. E nos vimos diante do imenso reservatório de poder que possuímos e não sabemos utilizar. Ao invés de ‘pensar’ e ‘sentir’, somos pensados e sentidos, ou seja, nos colocamos passivamente diante de um poderoso mecanismo mental sobre os qual deveríamos exercer total domínio.


É como se fôssemos os pilotos de um fantástico Boeing que é nossa mente, mas viajássemos como passageiros na classe turística. Não sabemos ainda o quanto podemos fazer com o cérebro que possuímos, nem como administrar sua infinita potencialidade.


Já o outro documentário australiano chamado The Secret traz o depoimento de pessoas que aprenderam como usar o seu poder mental. Na história da humanidade, as pessoas que souberam como usar esse poder tornaram-se líderes, dirigentes, mestres ou profetas. Tratados sobre a evolução da consciência sempre foram temas das grandes tradições místicas, como o Yoga, o budismo, o sufismo, o tantrismo, etc. A psicologia da consciência data de mais de 5.000 anos.


Na tradição yogui, por exemplo, Patanjali delineia oito passos para se obter estados expandidos da consciência. Esses passos enfatizam o trabalho psicológico sobre o comportamento, mudança de valores e atitudes, exercícios corporais, o controle da respiração, e o trabalho sobre a atenção, a concentração e a meditação.


Em todas essas tradições o objetivo é a expansão da consciência até o estado supremo, que para o hinduísmo é chamado ‘samadhi’, para o budismo é a ‘iluminação’, para o budismo tibetano é o estado de ‘bodhicitta’ ou ‘mente de Buda’, para o cristianismo primitivo seria a ‘ consciência crística’. Hoje esses estados são mapeados pela Psicologia Transpessoal, que utiliza uma nova linguagem para falar da ‘consciência cósmica’.


A Psicologia Transpessoal evoluiu a partir de estudos de William James, de Maslow e de Jung, entre outros, que enfrentaram os preconceitos cientificistas do mundo acadêmico e falaram de um anseio pela espiritualidade, de uma atitude religiosa diante da vida e da natureza, de experiências ‘de pico’ ou culminantes da consciência, da realização do Self como o Deus dentro de cada um. Desde então, a Psicologia Transpessoal emergiu como uma nova corrente em psicologia que investiga e aplica os métodos de expansão da consciência.


Isso a coloca no centro das questões apresentadas pelo filme The Secret. Para dominarmos a Lei da Atração, precisamos nos conhecer melhor, ter auto-domínio sobre as emoções e sobre nossos pensamentos.


Vivemos num campo eletromagnético onde impera a Lei da Atração. Nossos pensamentos são forças eletromagnéticas que atraem aquilo que pensamos. Até mesmo em nossos traços visuais mais simples, em nossa aparência, somos o que pensamos. Isto é apenas a manifestação de um princípio que diz que os pensamentos criam a realidade que queremos.


Quando pensamos, emitimos simultaneamente uma onda que tem determinada freqüência. Esta onda é um sinal que irá atrair um sinal semelhante.


O segredo é que nossa consciência é multidimensional. Disto já sabiam os magos, os sábios, os alquimistas do passado. Eles faziam “milagres” não por que eram seres sobrenaturais, mas porque sabiam usar este segredo e operá-lo com maestria.


Por tanto tempo nos deixamos alienar por interesses escusos e maléficos, que nos identificamos com a idéia de que somos seres insignificantes e impotentes, e que nada podemos fazer por nós mesmos. Isto não é verdade. Existem métodos para retomar o poder sobre nossas vidas. O futuro está em nossas mentes.


Autor

Mani Alvarez

0 visualização